Na última terça-feira, dia 28 de julho de 2020, ocorreu o XXII Ciclo de Estudos Estratégicos da ECEME, intitulado “Perspectivas Geopolíticas e Implicações para a Defesa Nacional”, excepcionalmente realizado no formato de seminário no ambiente virtual (webinar), e que teve como foco o acirramento da Competição Geopolítica entre as Grandes Potências e seus desdobramentos à Defesa do Brasil. A elevada procura interna e externa, com 586 inscritos e mais de 1000 pessoas atingidas via mídia social, traduz o interesse despertado. O gentil apoio fornecido pela Fundação Getúlio Vargas, que disponibilizou a plataforma de webinar e capacitou o corpo docente e técnico da ECEME, foi essencial para a realização do evento.

A mesa temática contou com as exposições do Prof. Andrés Rivarola Puntigliano, Diretor de Estudos Latino Americanos da Universidade de Estocolmo, do Prof. Augusto Wagner Menezes Teixeira Jr do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade Federal da Paraíba (PPGCPRI-UFPB), e do Prof. Raphael Padula Pós-Graduação em Economia Política Internacional do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro ((PEPI-UFRJ). A moderação e comentários ficaram a cargo do Prof. Hélio Caetano Farias (PPGCM-IMM-ECEME).

Primando pelo rigor acadêmico e pela pluralidade de ideias, os palestrantes abordaram temas de elevada importância da conjuntura internacional, incluindo as disputas geopolíticas e geoeconômicas entre Estados Unidos, China e Rússia e seus impactos no entorno estratégico, na integração sul americana e, especialmente, na dimensão da Defesa do Brasil.

O General Vergara, comandante da Escola, em suas palavras finais enalteceu a riqueza das apresentações, em termos de conhecimentos e  percepções, e ressaltou a importância do pensar e da formulação de um pensamento geopolítico atinente aos desafios do mundo atual, sobretudo em um país como o Brasil. Ressaltou, como exposto pelos palestrantes, o desenvolvimento econômico como fator de defesa nacional.

As exposições e debates do XXII CEE contribuíram para aguçar a percepção de que a tendência de acirramento da competição geopolítica entre grandes potenciais impõe desafios, mas também pode representar uma oportunidade ao Brasil, caso os elementos clássicos do pensamento estratégico nacional possam ser resgatados e atualizados, primando por uma inserção que reconhece o mundo multipolar e valoriza a integração regional.

A temática debatida insere-se no conjunto de preocupações do projeto de pesquisa “Geopolítica, Grande Estratégia e Defesa: subsídios analíticos à transformação da Força Terrestre”, financiado pela CADESM/DECEx, e que conta com a parceria de pesquisadores do IRID-UFRJ, do IRI-USP, da FFLCH-USP e da AMAN. Nesse sentido, o XXII CEE retomou os debates e discussões do Workshop “Ordem Geopolítica Internacional e os Desafios à Defesa do Brasil”, realizado em 31 de outubro de 2019, aprofundando assim, no âmbito da ECEME, o pensamento político-estratégico sobre as questões centrais que hoje dominam a agenda de defesa e a reorganização de sistemas produtivos nacionais.

 

Sala preparatória antes do evento

 

Organização e apoio tecnológico para a realização do evento

 

Efetivo reduzido no auditório

 

Palestrantes, moderador e General Vergara